QSP Consultoria de Marketing
Avenida da Boavista, 1167, 4º Andar, Sala 5 4100-130 Norte Porto, Portugal
(+351) 226108552 conferencia@qspmarketing.pt QSP Summit
Rui Ribeiro
Porto
https://qspsummit.pt/uploads/seo/big_1570016021_6903_logo.png
20 6
506901920
Cerimónia de Abertura - lotação limitada às primeiras inscrições

Teatro Municipal do Porto - Rivoli










Pedro Burmester
Pedro Burmester

Pianist

Pedro Burmester nasceu no Porto em 1963. Deu o seu primeiro recital aos 10 anos de idade, tendo atuado, desde então, como solista, em música de câmara e com Orquestra por todo o mundo. 
Foi aluno de Helena Costa durante 10 anos. Aperfeiçoou os seus estudos nos Estados Unidos com Sequeira Costa, Léon Fleisher e Dimitri Paperno. Participou em Masterclasses de Jurg Demus, Aldo Ciccolini, Karl Engel, Vladimir Ashkenazy, Tatjana Nikolaiewa e Elisabeth Leonskaia. 
Pedro Burmester ganhou o 2° prémio Vianna da Mota. Em 1989, recebeu o prémio especial do júri do concurso Van Cliburn, nos Estados Unidos. É igualmente distinguido com o prémio Moreira de Sá e a medalha de prata Robert Schumann.
Foi bolseiro do Ministério da Cultura da Áustria e frequentou os Cursos de Verão de Salzburg, durante 10 anos consecutivos.
Atuou no "92nd Y" em Nova Iorque, no festival de Belfast, na Salle Gaveau em Paris, em Colónia, no festival Radio France Monstpellier. Foi convidado por Heinrich Schiff para tocar com a Northern Sinfonia. Deu recitais para a Rádio de Bremen, WDRKoln e atuou ainda com a Orquestra de Liège, a Orquestra do Théâtre Royal de la Monnaie em Bruxelas, a Filarmónica de Zagreb, a Australian Chamber Orchestra, a Filarmónica de Roterdão e a Sinfonia Varsóvia. Foi ainda convidado para tocar com a Orquestra Sinfónica de Londres, sob a direcção do Maestro Georg Solti.
Pedro Burmester partilhou os palcos com mais de 50 maestros, entre os quais, Joana Carneiro, Franz Bruggen, Gianadrea Noseda, Paavo Jarvi, Jan Latham Konig, Georg Solti, Leon Fleisher, Muhai Tang, Lothar Zagrosek, Peter Csaba, Josep Caballé Domenech, Martin André, Michael Zilm, Frans Bruggen, Leopold Hager, Baldur Bronnimann e Peter Rundel. 
Foi solista com praticamente todas as orquestras portuguesas e em formação de música de câmara. 
Pedro Burmester já atuou com Mário Laginha, António Saiote, Gerardo Ribeiro, Paulo Gaio Lima, Anner Bylsma, Thomas Zehetmair e Quarteto Prazak, Tokyo String Quartett e Augustin Dumay, entre outros.
Desde 1989 dá formação, com regularidade, em masterclasses e seminários, nas diversas instituições de ensino e cursos de música, tais como, no Curso Internacional de Música do Estoril; na Academia de Música de Espinho; no Conservatório de Música do Porto; no Porto PianoFest; no Festival Internacional de Campos de Jordão no Brasil; no IKFEM - Festival do Teclado de la Eurociudad em Tui, Espanha.
Em 1990, foi condecorado com o Grau de Cavaleiro da Ordem de Santiago de Espada, pelo Presidente da República Mário Soares e em 2006 o Presidente da República Portuguesa Jorge Sampaio condecorou-o com o Grau de Comendador pela Ordem do Infante D. Henrique.
Em Janeiro de 2000, Pedro Burmester decide interromper quase por completo toda a sua atividade docente e de concertista para se dedicar inteiramente ao projeto da Casa da Música, no Porto. Assim, entre Janeiro de 2000 e Julho de 2003 foi membro da Comissão Executiva do Conselho de Administração da Casa da Música | Porto 2001, S.A. sendo responsável pela área da Programação Musical e responsável pelo projeto "Casa da Música".
Entre 2006 e 2008 exerceu funções de Diretor Artístico e de Educação da Fundação Casa da Música.
É, desde 2010, docente da cadeira de Piano (licenciaturas e mestrados) e de Música de Câmara na ESMAE - Escola Superior de Música e Artes do Espetáculo, no Porto.
Franz Schubert 2 Improvisos
• Nr. 2 D899 Mi bemol maior
• Nr. 3 D899 Sol bemil maior
 
Bernardo Sassetti 
• Maria do Mar (excertos)
 
Frédéric Chopin
• Balada n. 1 op. 23
calendar
Cerimónia de Abertura
DATA E HORA: 28-06-2021 17:30
António Horta-Osório
António Horta-Osório

Chairman of the Management Board

Bial
António Horta-Osório é uma figura de destaque na indústria de serviços financeiros há mais de 30 anos, com uma carreira financeira internacional de sucesso abrangendo gestão de ativos, investimento, banca comercial e de retalho. Em 2021, foi condecorado pela rainha Elizabeth II pelo seu trabalho em serviços financeiros, bem como em serviços voluntários de saúde mental e cultura.
António Horta-Osório foi Presidente do Grupo Credit Suisse de 1 de maio de 2021 a 16 de janeiro de 2022. Antes de ingressar no Credit Suisse, foi CEO do Grupo Lloyds Banking Group, para o qual foi nomeado em 2011, a convite do Governo Britânico e liderou por 10 anos, tendo conseguido reverter o banco e devolver o dinheiro dos contribuintes por completo em 2017. Antes de ingressar no Lloyds, ocupou diversas funções de gestão no Grupo Santander de 1993 a 2010, nomeadamente como Chief Executive Officer em Portugal, Brasil e Reino Unido, esteve na Abbey National, adquiriu Alliance & Leiscester e Bradford & Bingley durante a Grande Crise Financeira e os fundiu no Santander UK em 2010. Anteriormente, também trabalhou para o Goldman Sachs e para o Citibank entre 1987 e 1993.
António Horta-Osório é atualmente Presidente do Conselho de Administração da farmacêutica BIAL no Porto, em Portugal. É também administrador não executivo da PartnerRe, uma subsidiária da Exor, onde também preside o Comité de Investimentos, na Fundação Champalimaud e na Stichting/Enable INPAR.
Além disso, esteve no Tribunal de Administração do Banco da Inglaterra de 2009 a 2011 e foi presidente da Wallace Collection, uma nomeação do primeiro-ministro, de janeiro de 2015 a dezembro de 2021.
António Horta-Osório é licenciado em Gestão e Administração de Empresas pela Universidade Católica Portuguesa em Lisboa, bem como detém um MBA pelo INSEAD, e um Programa Avançado de Gestão pela Harvard Business School. Foi premiado com Honorário Doutorado pela Universidade de Edimburgo, pela Universidade de Bath, pela Universidade de Warwick, pela Universidade de Birmingham e pela Universidade Católica Portuguesa.
António é casado e tem três filhos. Os seus hobbies incluem ténis, mergulho, coleção de artes decorativas portuguesas e xadrez. Tem nacionalidade britânica e portuguesa.
 
 
Perspetivas económicas no contexto internacional 
 
• Impactos da guerra na Ucrânia: depois dos efeitos da pandemia Covid 19, as economias mundiais voltam a ser surpreendidas com um cenário que já está a ter um impacto muito relevante, em particular nos países europeus
• Aumento dos preços da energia, crise alimentar com aumento generalizado de preços e interrupção das supply chains são todos fatores muito relevantes a contribuir para o aumento da inflação e a consequente necessidade de subida das taxas de juros
• Sustentabilidade da dívida dos países: face aos riscos globais de aumento da inflação e consequente aumento dos juros, são vários os países a ter que se preocupar com a sustentabilidade da sua dívida
• Os riscos globais que os países enfrentam e a necessidade de desviar recursos para apoiar as populações mais desfavorecidas, vai dificultar a implementação rápida das medidas ambientais acordadas e pode por em causa os objetivos de sustentabilidade, dados os custos e necessidades de investimentos que estes implicam
 
calendar
Cerimónia de Abertura
DATA E HORA: 28-06-2021 17:30
Sónia Araújo
Sónia Araújo

Apresentadora

Sónia Aráujo apresentadora do QSP SUMMIT | Cerimónia de Abertura
 
calendar
Cerimónia de Abertura
DATA E HORA: 28-06-2022 17:30